Buteco das Onze


Área externa do Buteco, ao fundo a baía do Guajará e a corveta Solimões

Pra começo de conversa devo alertar aos que me leem que os melhores butecos, ao meu ver, são aqueles  já com partes descoradas no balcão, polidos pelos braços da freguesia. Esses são os mais frequentados, os que tem história contadas e à contar. São os mais amados.

O Bar

Pensando assim é que evito a todo custo os lugares da moda, os neons, e toda a fauna fugaz que suas luzes atraem.

Apesar disso, publico aqui uma boa exceção, o Buteco das Onze, localizado no térreo da Casa das Onze Janelas (daí o nome Buteco das Onze), que tive a oportunidade de visitar na semana que passou.

Lá me deliciei com o excelente serviço e a parca iluminação que empresta um ar intimista ao lugar, além de que segue fielmente o que creditei como “atmosfera de masmorra”. As paredes grossas, de pedra aparente são o charme do Buteco.

Além do bar em si, retratei também o restaurante, que é simplesmente imperdível.

O Restaurante

Aos que visitarem Belém, fica a dica.

.

Anúncios

Deixe seu comentário, obrigado!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s