TIM – Uma tragédia anunciada


Recentemente três das maiores operadoras de telefonia móvel do país – TIM, Claro e Oi – foram proibidas de vender novos chips na maioria dos Estados brasileiros. A TIM foi a mais afetada, com a proibição de venda em 19 dos 27 Estados da federação.

Como nas fatídicas “compras premiadas” dos “consórcios” de motocicletas, a expansão desordenada da base de clientes  (principalmente da TIM) era uma tragédia anunciada.

A alguns anos sou proprietário de um número TIM, e nesse período alternei aleatoriamente momentos de satisfação com os de extrema frustação e sentimento de impotência, esses últimos próprios de um consumidor brasileiro que se vê à mercê das propagandas enganosas e da conivência dos órgãos fiscalizadores.

Estaria mentindo se disesse que uma ligação de 3 horas ou mais, várias vezes ao dia, para outros Estados, não fora um bom negócio por míseros R$ 0,25.

Os primeiros sintomas da hipertrofia foram as ligações que caíam duas ou mais vezes, obrigando a ligar e pagar novamente a tarifa. Após a quarta queda, a sensação era de estelionato, mas ainda iria piorar, e muito.

Depois vieram os grandes períodos em que as ligações não se completavam. Nesse ponto havia uma fila virtual composta de assinantes tentando encontrar uma brechinha na rede para fazer a conexão com uma bendita antena, desnecessário dizer que quem mais insistia, com uma frequência quase obscessiva, afinal conseguia exercer seu direito sagrado, mas a simples conexão não era garantia de que a ligação se manteria por tempo suficiente sem cair, o que de fato ocorria cada vez mais frequentemente.

Até a hora em que não se conseguia mais ligar, nem com insistência nem com reza brava. Sei de muitos aparelhos que se finaram, arremessados contra a parede por um consumidor à beira de um ataque de nervos.

Antigamente a piada era dizer que seu aparelho era um “pai-de-santo”, porque só recebia; mas até isso ficou para trás; hoje recebi mensagens enviadas à mim na segunda feira. Bem, ao menos houve um momento por minúsculo que seja, em que ele esteve ativo. Sou um otimista incorrigível.

Não precisa ter grande imaginação pra saber quantos prejuízos foram e estão sendo causados; Desde compromissos perdidos, amores desfeitos até ao pedido de socorro que não pôde ocorrer.

Não quero entrar no mérito da questão das privatizações e partilha da telefonia móvel no Brasil, já me considero bastante insatisfeito, e gosto muito do aparelho que possuo atualmente…

(E.J)

.

Anúncios

Um comentário em “TIM – Uma tragédia anunciada

  1. Dy, a insatisfação com os aparelhos de telefonia são unanimes. tem pessoas que o moden não fuciona e outros que o quebrarão de pura raiva…rsss!
    essa decisão da justiça foi na medida certa.
    Pois eles só dão importância ao que doi no bolso.
    gostei,bjs!

Deixe seu comentário, obrigado!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s