Desmascarando os “Revoltados On Line”


EXCELENTE  POSTAGEM Extraída do Facebook:

 

 

Desmascarando os “REVOLTADOS ON LINE”

por Juliana Callaway (Notas) em Segunda, 4 de fevereiro de 2013 às 06:27

Recentemente uma página chamada REVOLTADOS ON LINE publicou uma notícia mentirosa, afirmando que o @DeputadoFederal Paulo Pimenta era o dono da Boate Kiss(Vejam http://migre.me/d2CnF) Conheça aqui seus REAIS donos, sócios e administradores.

Na foto acima podemos ver “todo poderoso” Marcello Reis caracterizado de “Revoltado On Line”, com boné e camiseta, que são vendidos pelo grupo com intuito de arrecadarem dinheiro com a venda de seus artigos personalizados e com as doações pedidas através de depósitos em contas bancárias.

 

DONO FUNDADOR E ADMINISTRADOR

 

Marcello Cristiano Reis, paulista, mora em São Paulo e  é fundador do Revoltados On Line e do Paritdo Revoltados On Line. Perfis no Facebook: (http://www.facebook.com/marcelloreis.revoltadosONLINE) e (http://www.facebook.com/marcello.cristiano.reis)

 

 

SÓCIO E ADMINISTRADOR

 

Ricardo Gama, advogado e blogueiro, é natural do Rio de Janeiro e mora em Copacabana, tornou-se sócio da comunidade Revoltados On Line para ter participação com lucro arrecadado e sobretudo para fazer divulgação para o seu blog pessoal, que também pede doações. Mas o objetivo prinicpal em sua sociedade com Marcello Reis no REVOLTADOS ON LINE, era usar os mais de 30 mil membros na época das eleições de 2012 para pedir votos para ele mesmo (RICARDO GAMA) para se eleger vereador do Rio de Janeiro. 28 de setembro de 2012 https://www.facebook.com/photo.php?fbid=531354356891121&set=pb.144205978939296.-2207520000.1359542042&type=3&theater

Confiram aqui os perfis do Ricardo Gama no facebook: (https://www.facebook.com/ricardo.gama.92) e (https://www.facebook.com/ricardo.gama.advogado)

Ricardo Gama já foi processado pelo Deputado Estadual André Lazaroni do PMDB – RJ por AFIRMAR neste vídeo que o Deputado tem envolvimento com tráfico de drogas na Favela da Rocinha e perdeu o processo e foi condenado a pagar cerca de 10 mil reais para o Deputado Lazaroni, vejam o vídeo:

 

http://www.youtube.com/watch?v=C2o7cO9SCLM

 

Ricardo Gama também foi processado pela Deputada Estadual do PDT – RJ Cidinha Campos por tê-la chamado de ‘vagabunda’ e incitado a todos que fizessem vídeos e a ofendessem na internet, sobretudo no twitter e youtube. E também foi condenado a pagar cerca de 22 mil reais para a deputada e ainda condenado a prestar alguns meses de serviços administrativos no 19° batalhão de Polícia Militar em Copacabana – RJ. Isto sem contar o processo movido pelo delegado da Polícia Federal do RJ que apurou o caso do processo movido pelo Lazaroni contra Gama por ele ter gravado o depoimento e distorcido as palavras do delegado com vídeos na internet, é só buscarem no google. Quando Gama viu que seria processado pela quarta vez e desta vez pelo Deputado Paulo Pimenta, pulou fora dos Revoltados On line aos 45 do segundo tempo. Mas ninguém aqui é bobo. Vejam e encenação:

 

https://www.youtube.com/watch?v=_NcHBMCVy74

 

 

 

SÓCIA ADMINISTRADORA

 

Carla Zambelli mora em São Paulo e é administradora e sócia dos Revoltados On Line, além disto é dona da empresa “NasRuas” que é associada aos REVOLTADOS ON LINE, vejam ela na foto abaixo com a camiseta e o boné dos Revoltados On Line.

Ah! Como a Carla sugere, se alguém quiser comprar a camiseta, ela indica o site:http://www.prolart.com.br Perfil dela no facebook: (https://www.facebook.com/carlazambelli.nasruas)

Na foto abaixo, Carla Zambelli usa o canal no Youtube da sua empresa, “NASRUAS” para chamarRICARDO GAMA de covarde, merda e aproveitador e afirma que Gama usou os REVOLTADOS ON LINEapenas para dar visibilidade ao seu blog e joga na cara dele que todos os “revoltados” fizeram vídeos para defendê-lo da Cidinha Campos e que ele nem sequer disse obrigado e que se fez de amigo e ainda fez vídeo para apoiar o PT. Vejam o vídeos e os comentários: http://www.youtube.com/watch?v=_NcHBMCVy74&list=UUWwicwAwBS0ocAJr2-yhKDQ

Meu recado pra Carla Zambelli: que Ricardo Gama é um merda, covarde, aproveitador e usou todos, nisto concordamos. Lamento que você só tenha visto isto agora. Se lembra que quando tentei alertá-la e você me chamou de ‘vaca’? Pois é Carla, fica aqui a prova de quem ele realmente é e da ligação e sociedade dele com os Revoltados On Line. Discordo quando você disse que ele fez este vídeo apoiando o PT, na verdade o vídeo não foi em apoio ao PT, mas sim para se defender de um eventual processo que pode ser movido pelo Deputado Paulo Pimenta contra ele. Porém você esqueceu de mencionar o mais importante, que foi o fato dele ter USADO O REVOLTADOS ON LINE para fazer campanha política explícita para ele, como se ferrou nas eleições, com míseros 1.839 votos, a comunidade Revoltados On line já não tem utilidade pra ele.

 

 

 

ADMINISTRADOR

 

Este é Bruno Toscano Franco Administrador da Página Revoltados On line quase desde a sua fundação, natural de Belém e atualmente vive em São Paulo. Reparem que Bruno (no centro da foto) usa a camiseta e o chapéu com a logomarca dos Revoltados On Line. Seus perfis no facebook são: (https://www.facebook.com/BrunoToscanoFranco) e (https://www.facebook.com/BrunoToscano)

A exemplo de Ricardo Gama, Bruno Toscano nega fazer parte dos REVOLTADOS ON LINE, porém é mais uma estratégia para não assumirem suas responsabilidades nas informações postadas no grupo. Bruno vai além, chama Marcello Reis de ‘cretino’, diz que foi usado e que acionará a dona do blog que o desmascarou na justiça. Vejam o blog e o post:

 

http://profdiafonso.blogspot.com.br/2013/01/revolta-ou-fascismo-online.html

 

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=335110596594667&set=a.293318187440575.58635.293268490778878

 

 

 

ADMINISTRADORA

 

Ana Prudente é também administradora dos REVOLTADOS ON LINE. Ana é gaúcha de Porto Alegre e atualmente vive em São Paulo. Perfil no Facebook (https://www.facebook.com/ana.prudente.148)

 

 

ADMINISTRADOR

 

Darcio Bracarense Filgueiras, é empresário (http://www.top.listona.com/Darcio-Bracarense-Filgueiras) é natural de Vitória e mora em Vitória (http://www.facebook.com/poucasombra111)

Na foto abaixo Dárcio Bracarense AFIRMA que eu tenho vínculos com milícia e que minha missão seria tirar votos do Ricardo Gama, pois estaria apoiando um ‘coronel miliciano’ no RJ. Pois bem, todos sabem que nas eleições eu estava no RJ e apoiei o Coronel PM Paúl, também candidato a vereador. Só que o Coronel Paúl não é miliciano, tenho certeza absoluta e coloco minha mão no fogo. Como será que Darcio Bracarense do Revoltados On Line provará isto? Na boa, não gostaria de estar na pele dele.

 

 

 

 

ADMINISTRADOR

 

Alex Brum Machado, conhecido como “Homer” na internet é natural do Espírito Santo e reside no bairro Fradinhos em Vitória. Perfil no facebook (http://www.facebook.com/alexbrummachado).

 

 

ADMINISTRADORA

 

Alessandra Satler. Alessandra é Designer e é atual noiva de Bruno Tocano Franco e conforme as coisas apertam para o lado dos Revoltados on Line, Marcello Reis se vendo acuado vai soltando o nome de mais integrantes deste grupo de fascínoras virtuais, responsáveis pela disseminação do neo-nazismo e da homofobia na internet. Perfil no facebook (https://www.facebook.com/satlerdesigner)

 

 

ADMINISTRADOR

 

Eduardo Homem de Carvalho é jornalista e blogueiro Registro profissional 15949/97/72v Ministério do Trabalho RJ e utiliza seu blog para caluniar pessoas, não só políticos, mas também pessoas comuns, junto com Ricardo Gama e Marcello Reis, teve a idéia de plantar a falsa e criminosa notícia de que o Deputado Federal do PT Paulo Pimenta é o dono da Boate Kiss, apenas para atacá-lo e dar uma levantada em seu blog, mas ao ser desmascarado, Eduardo Homem de Carvalho, retirou a falsa notícia do ar. Nota-se nesta foto, que o jornalisra é simpatizante do PMDB Eduardo Paes e Sérgio Cabral. Perfil no facebook (https://www.facebook.com/homemdecarvalho)

 

 

ADMINISTRADOR

 

Carlos Alberto Fernandes. Perfil no facebook (http://www.facebook.com/Betolaguna), Carlos Albertofez a postagem mentirosa acerca do Deputado Paulo Pimenta ser o dono da Boate Kiss no perfil dele e foi compartilhada mais de 13 mil vezes.

Confiram a postagem mentirosa. http://www.facebook.com/photo.php?fbid=4488866254887&set=a.4464286040397.2151299.1087114985 sobretudo no Revoltados On Line

 

 

Nota de complementação e esclarecimento: http://migre.me/d2CnF

 

 

CONCLUSÃO FINAL / OPINIÃO

 

 

Podemos ver hoje em dia muitos grupos, páginas, blogs e pessoas sejam elas blogueiros, “jornalistas”, vloggers que dizem ou pregam a luta contra a corrupção, mas na verdade o que querem mesmo é arrecadar dinheiro de alguma forma, seja com a venda de camisetas, bonés, chaveiros, clicks em links de sites, comunidades de facebook, vídeos em youtube, blogs, etc… isto sem falar nos pedidos de doações via banner com números de conta corrente.

O povo anda tão desacreditado e apolítico ultimamente que a população acaba sendo uma vítima fácil de alguns oportunitas que vêm em seus verdadeiros teatros e picadeiros de rua (manifestações) uma forma de ganhar dinheiro.

Sim, a Constituição brasileira permite a liberdade de expressão e as manifestações, afinal o Brasil vive em uma democracia, mas é necessário um pouco que os olhos estejam abertos para alguns casos, principalmente aqueles que as pessoas pedem dinheiro e/ou vendem produtos alegando que este dinheiro das vendas as tornarão mais fortes nesta tal “luta contra a corrupção”. Pregam seus ideais se valendo de coisas como desrespeito, palavras de baixo-calão, insultos, mentiras, manipulações, difamações, injúrias, calúnias e ódio gratuito. Fomentam a segregação e o neo-nazismo e exalam arrogância, falsidade, animosidades e repulsa com argumentos falaciosos recheados de sarcasmo e agressividade selvagem.

O Brasil hoje está de luto, uma grande tragédia se abateu sobre a cidade de Santa Maria RS, mas de 200 pessoas morreram em um incêndio em uma boate chamada Kiss. Quem são os responsáveis pelo incêndio? Como ocorreu? Os culpados serão punidos?

Pois bem, as respostas caberão às autoridades competentes. E nós enquanto seres humanos (independente de partidos e ou ideologias), podemos e devemos cobrar a respostas das autoridades. Mas o que me deixa revoltada e não é uma revoltada on line, é uma revoltada de verdade, é em ver o quanto as pessoas podem ser tão medíocres, rasteiras e insensíveis ao luto alheio, plantando informações falsas para atacar um partido e obterem mais acessos em blogs, visualizações em seus vídeos, ganharem mais seguidores em suas páginas de facebook, etc… talvez para que estes novos seguidores sirvam como uma espécie de esquema de pirâmide para uma maior visibilidade para a venda de seus produtos ou para pedirem votos em épocas de eleições para seus candidatos administradores-sócios de suas páginas de facebook “APARTIDÁRIAS” e “QUE LUTAM CONTRA A CORRUPÇÃO”.

 

 

Já fomos menos idiotas.

 

 

Sinceramente,

 

 

 

Juliana F. Nogueira Callaway

Graduada em Marketing – University of Miami

Todos com Lúcio Flávio Pinto


Blogueiros criam fundo para batalhas judiciais e sugerem Lúcio Flávio Pinto como primeiro beneficiário

publicado em 2 de abril de 2013 às 23:55

por Luiz Carlos Azenha

Reunidos ontem à noite na sede do Centro de Estudos de Mídia Barão de Itararé, em São Paulo, blogueiros, ativistas, militantes de partidos políticos, movimentos sociais e advogados decidiram, por consenso, criar um fundo para socorrer financeiramente colegas que sejam alvo de processos judiciais, ameaças ou violência em todo o Brasil.

O fundo de emergência será inicialmente organizado pelo Conselho Nacional da blogosfera, formado por 26 ativistas de todo o Brasil no mais recente encontro da entidade, em Salvador, na Bahia. Uma conta bancária receberá as contribuições de internautas, por enquanto em nome do Barão de Itararé. Decidiu-se também que a entidade terá um corpo jurídico exclusivamente devotado à defesa de blogueiros.

Segundo Altamiro Borges, presidente do Centro, a judicialização do debate político e a ameaça a poderes nunca antes questionados multiplicou o número de ações, que incluem ameaças, agressões e assassinatos.

“Os coronéis acostumados a mandar sem contestação ou crítica, seja em nível nacional, estadual ou local, encontram na Justiça frequentemente o caminho para calar ou intimidar a blogosfera”, afirmou Altamiro. “Com isso, escapam do debate das questões políticas de fundo, como a da democratização da mídia, para um terreno no qual dispõem de maiores recursos”, aduziu.

Presentes, os blogueiros Paulo Henrique Amorim, Rodrigo Vianna e Lino Bocchini — além deste que vos escreve –, que enfrentam na Justiça ações movidas por grandes corporações da mídia, declararam que não pretendem recorrer ao fundo, nem agora nem no futuro. Conceição Lemes, editora-chefe do Viomundo, explicou: “Há gente que nem dispõe de advogado e que, por falta de recursos, se cala diante de autoridades em várias partes do Brasil. Não é o nosso caso”.

Eduardo Guimarães deixou claro: “É importante que o fundo de apoio a blogueiros tenha critérios claros e pré-estabelecidos para aqueles que serão beneficiados em caso de necessidade. Sugiro que os que se interessarem por tal apoio façam uma contribuição mensal — pequena, talvez simbólica –, de forma que integre o esforço que está sendo empreendido e, assim, faça jus ao eventual apoio do qual poderá vir a precisar. Dessa maneira, não haverá questionamento sobre quem vier ou não a ser apoiado”.

Embora as decisões futuras ainda dependam do Conselho Nacional, vários oradores lembraram como absolutamente prioritário o caso do jornalista/blogueiro Lúcio Flávio Pinto, do Pará. Editor do Jornal Pessoal, Lúcio Flávio foi condenado pelo Superior Tribunal de Justiça a indenizar Cecílio do Rego Almeida, a quem acusou de ser grileiro de terras.

A versão mais recente do Jornal Pessoal critica o PT pela homenagem póstuma a Cecílio, proposta pelo deputado federal André Vargas, do Paraná, com apoio de José Mentor (PT-SP), conforme noticiou aqui o Viomundo.

Na edição, porém, Lúcio Flávio comemora:

“Pará recupera terras

Graças à justiça federal, o Pará vai ter de volta ao seu patrimônio quase cinco milhões de hectares de terras de que o grileiro Cecílio do Rego Almeida tentou se apossar. Os sucessores do empresário perderam o prazo do recurso e a sentença condenatória transitou em julgado.”

Através de coleta realizada via internet, Lúcio Flávio arrecadou os R$ 25.116,75 que depositou em juízo para indenizar Cecílio, depois que desistiu de recorrer no STJ. Antes, havia se perguntado: “O grileiro vencerá?”.

Apoiadores de Lúcio Flávio mantém o blog Todos com Lúcio Flávio Pinto, aqui.

Segundo o site, Lúcio Flávio também foi alvo de 15 processos judiciais, penais e cíveis movidos por uma das familias mais ricas do Pará, que controla as Organizações Maiorana, detentora entre outros negócios da concessão local da Rede Globo de Televisão.

Ao lamentar que seus recursos não tenham sido acolhidos pela Justiça, Lúcio Flávio afirmou então: “Os tribunais se transformaram em instâncias finais. Não examinam nada, não existe mais o devido processo legal. E isso não acontece só comigo. São milhares de pessoas em todo o Brasil, todos os dias, que não têm direito ao devido processo legal. Em 95% dos casos julgados no país rejeitam-se os recursos. Não tem jeito”.

Reconhecido com o Prêmio Especial Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos em 2012, Lúcio Flávio edita o Jornal Pessoal há 25 anos, é uma das vozes mais respeitadas em questões relativas à Amazônia e se tornou símbolo da resistência da palavra contra o poder.

“A persistência de Lúcio Flávio nos anima a todos”, declarou ontem a blogueira Conceição Oliveira.

Os presentes também decidiram dar apoio aos atos previstos contra as Organizações Globo no dia 26 de abril, quando a emissora comemora 48 anos de idade. Os atos serão organizados pela Frentex — Frente Paulista pelo Direito à Comunicação e Liberdade de Expressão — e  o FNDC — o Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação.

As duas entidades acreditam que a Globo simboliza a concentração midiática e a falta de diversidade que se dedicam a combater. Manifestações similares aconteceram em anos anteriores. Em 2007, por exemplo, o ativista Bráulio Ribeiro, do Intervozes, declarou:

‘Todos sabem que, nesses 42 anos, a Globo tem atuado quase como um partido político, defendendo teses, candidatos e projetos que lhe interessam no Congresso. E faz tudo isso usando um bem público, que é o espectro radioelétrico. Mas, assim como qualquer emissora de rádio ou televisão, a Globo é uma concessionária de um bem público. Portanto, o interesse público é que deveria reger o uso desse bem’, explica Ribeiro.

Desde então, pouco mudou, como ficou claro em episódios como o da bolinha de papel nas eleições presidenciais de 2010 e nos 18 minutos dedicados pelo Jornal Nacional a uma “retrospectiva” do mensalão, na semana que antecedeu o segundo turno das eleições municipais de São Paulo, em 2012. Nos dois casos, coincidentemente, o candidato tucano José Serra enfrentou adversários do PT.

Durante o encontro, Altamiro Borges anunciou que está praticamente pronto um levantamento nacional sobre os processos, ameaças, perseguições e assassinatos cometidos contra blogueiros, que será encaminhado junto com uma carta-denúncia à Organização dos Estados Americanos e às Nações Unidas.

O mapa dará origem a um blog dos ameaçados, que será linkado nos principais endereços da blogosfera de esquerda do Brasil.

Os blogueiros presentes também prometerem apoio ao Projeto de Iniciativa Popular de um novo marco regulatório das comunicações organizado pela campanha Para Expressar a Liberdade, que será apresentado ao Congresso nos moldes do projeto que acabou dando origem à Lei da Ficha Limpa. O objetivo é recolher pelo menos um milhão de assinaturas. A coleta começa no dia do aniversário da Globo mas deverá ganhar força ainda maior no Primeiro de Maio, quando a Central Única dos Trabalhadores (CUT) dedicará as comemorações do Dia do Trabalho a defender “o direito de todos à palavra”.

PS do Viomundo: Durante o evento, Paulo Henrique Amorim lembrou o mote do mais recente encontro de blogueiros, o “Nada além da Constituição”, ou seja, tudo o que se pretende é que a Constituição de 1988 seja cumprida ao pé da letra.

PS do Viomundo2: Nossos agradecimentos ao senador Roberto Requião e aos deputados Paulo Pimenta e José Genoino, que manifestaram publicamente sua defesa deste blog e da blogosfera no caso das ações judiciais.

Quincas “Berro D’água”: Quem tem cú tem medo!


Não estou vendo nenhuma Lista de Furnas!

Brasília – O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, acaba de negar o pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR) para que os condenados à prisão no julgamento da Ação Penal 470, o processo do mensalão, sejam presos imediatamente. Barbosa considerou injustificáveis os argumentos apresentados pela PGR.

O procurador-geral da República, Roberto Gurgel, solicitou na última quarta-feira (19) que as sentenças do STF fossem executadas o quanto antes.

Gurgel argumentava que as decisões tinham que cumpridas tão logo proclamadas já que não há outra instância a quem os condenados possam recorrer além do próprio STF. Ao contrário dos advogados de defesa de vários condenados, que sustentavam que a sentença não poderia ser executada enquanto não fossem esgotados todos os recursos jurídicos a que os condenados têm direito.

“Não podemos ficar aguardando a sucessão de embargos declaratórios [tipo de recurso], haverá certamente a tentativa dos incabíveis embargos infringentes [outra forma de recurso]. E o certo é que o tempo irá passando sem que a decisão tenha a necessária efetividade”, justificou o procurador-geral.

 

.

Joaquim Barbosa vai dar o golpe?


Prisão imediata sem justificação é puro nazismo jurídico

 

Nos delicados momentos de alto risco para o Estado de Direito e suas garantias, todos nós, por mais que nosso espírito esteja carregado de emoção e de ódio contra os fraudadores do dinheiro público e do poder, de sectarismos partidários ou de preconceitos ideológicos, temos que contar até 10, dar espaço para a razão e raciocinar como juristas e cidadãos preocupados com o futuro da nação, não com imediatismos populistas irracionais, típicos da era nazista de Hitler.
Há um livro que todos os acadêmicos e juristas jamais poderiam deixar de ler: Los juristas del horror (de Ingo Müller).
Quem lê este livro tem a nítida sensação de que a prisão imediata de qualquer réu no país, antes do trânsito em julgado, como mera antecipação da pena, tal como pediu o procurador-geral, sem a presença dos requisitos da prisão preventiva, pouco importando se o réu é rico ou pobre, petista ou peessedebista, preto ou branco, tem todo sabor de exceção, colocando esse ato do procurador-geral, com todo colorido populista, ao lado dos atos idênticos dos juristas nazistas como Goering, Goebbels, Rosenberg, Himmler, Dahn, Schaffstein, Schmitt, tidos como juristas monstros, guiados pelo fanatismo, demagogia e populismo.
Do ponto de vista estritamente jurídico, o pedido do procurador-geral da República é uma aberração, porque ele pede a antecipação da pena, não a decretação da prisão preventiva, com seus fundamentos, o que é refutado pelo STF desde 2009. O STF tem jurisprudência firmada há longo tempo (HC 84.078/MG, de relatoria do Ministro Eros Grau),
no sentido de que a execução de uma pena só pode ocorrer após o trânsito em julgado da sentença. Antes disso, somente em casos excepcionais é admitida a prisão preventiva (a execução provisória), quando presentes os requisitos do art. 312 do CPP. Se um réu ameaçar fugir do país, por exemplo, cabe a prisão preventiva.
Fora disso, é puro populismo penal midiático. Dai a César o que é de César. O que é justo é justo e o que se traduz numa ideia aberrante não pode deixar de ser reconhecida como uma ideia aberrante (consoante os parâmetros jurídicos vigentes). Atos populistas colocam seus autores dentre os chamados “horrendos juristas” (segundo Hochhuth).
O servilismo da justiça nazista ao Executivo (ao Führer) está sendo substituído no século XXI pelo servilismo da justiça ao populismo penal midiático, conforme procurei demonstrar em livro que sairá dentro de poucos dias pela editora Saraiva. O fanatismo e a irracionalidade não podem servir de guias da justiça, a não ser que se queira que ela jogue o jogo do populismo e da demagogia.
Fonte: Blog Sujo
.

Helenira, aliás Preta, aliás Fátima


HELENIRA RESENDE DE SOUZA NAZARETH (1944-1972)Nascida na pequena cidade de Cerqueira César, próxima a Avaré, no interior paulista, Helenira mudou-se aos 4 anos para Assis, onde cresceu. Concluiu ali o curso clássico no Instituto de Educação Prof. Clibas Pinto Ferraz, onde foi uma das fundadoras do grêmio de representação dos alunos. Mudou-se então para São Paulo e cursou Letras na Faculdade de Filosofia da Universidade de São Paulo (USP), localizada, naquele tempo, na rua Maria Antônia.

Na época, foi eleita presidente do Centro Acadêmico. Tornou-se importante liderança no movimento estudantil, sendo conhecida também pelo apelido de “Preta”.

Helenira

A primeira prisão de Helenira aconteceu em junho de 1967, quando escrevia nos muros da Universidade Mackenzie, na própria rua Maria Antônia, a frase: “Abaixo as leis da ditadura”. Voltou a ser presa em maio de 1968, quando convocava colegas para uma passeata na capital paulista. Naquele mesmo ano de fortes mobilizações estudantis, foi presa pela terceira vez em Ibiúna (SP), agora como delegada no 30o Congresso da União Nacional dos Estudantes (UNE), entidade da qual era vice-presidente.

Apontada como liderança no movimento estudantil, foi transferida do Presídio Tiradentes para o Dops. Depois, a estudante seria levada para o presídio feminino do Carandiru, onde ficou detida por dois meses. A família conseguiu libertá-la mediante habeas corpus na véspera da edição do AI-5.
A partir de então, Helenira, que já era militante do PCdoB, passou a viver e a atuar na clandestinidade, morando em vários pontos da cidade e do país antes de se mudar para o Araguaia.
Conhecida como Fátima naquela região, integrou o Destacamento A da guerrilha, unidade que recebeu seu nome depois que ela foi morta, em 28 ou 29 de setembro de 1972. Teria matado um militar e atingido outro, antes de ser ferida e morta. Metralhada nas pernas e torturada até a morte, segundo depoimento da ex-presa política Elza de Lima Monnerat na Justiça Militar, foi enterrada na localidade de Oito Barracas.
No “Livro Negro” do Exército, divulgado pela imprensa em abril de 2007, consta, a respeito dela, na página 724: “No dia 28 [de setembro de 1972], um grupo que realizava um patrulhamento quase caiu numa emboscada fatal. No entanto, falhou a arma ou fraquejou um dos terroristas e o grupo foi alertado. Como se tratasse de uma passagem perigosa, o grupo tinha exploradores evoluindo pela mata, os quais reagiram a tempo. O terrorista cuja arma falhara logrou fugir. O outro, que abriu fogo com uma espingarda calibre 16, caiu morto no tiroteio que se seguiu.
Trata-se de Helenira Resende de Souza Nazareth (Fátima), do destacamento A”. No livro A lei da selva, o jornalista Hugo Studart transcreve o seguinte trecho do diário do dirigente do PCdoB, Maurício Grabois, de autenticidade ainda não comprovada, cuja narração tem pontos comuns e pontos divergentes em relação ao Relatório Arroyo, acerca de Helenira: Um deles, o sargento, veio para o lado do barranco onde estavam nossos combatentes. Lauro, que portava arma longa semiautomática de nove tiros, atrapalhou-se com a arma, não atirou e fugiu. O milico pressentiu a Fátima e disparou o FAL em sua direção. Esta, com sua arma de caça 16, o fuzilou. Em seguida, correu e se entrincheirou mais adiante. Um soldado, que pesquisava o local à sua procura, foi por ela abatido mortalmente com tiros de revólver 38. Ferida nas pernas, foi presa. Perguntaram-lhe onde estavam seus co. Respondeu que poderiam matá-la, pois nada diria. Então os milicos a assassinaram friamente. Seu corpo foi enterrado nas Oito Barracas, para onde foi transportado em burro.
Fonte: Conceição Oliveira.
.

Boff: Reinaldo Azevedo é igual a um “Rola-Bosta”


Segundo o pensador Leonardo Boff, Veja e seu blogueiro albergado não gostam do Brasil e dos brasileiros; ele diz ainda que Reinaldo Azevedo, que chamou o arquiteto Oscar Niemeyer de “metade gênio e metade idiota”, é um “consumado idiota”; leia seu artigo

247 – O pensador Leonardo Boff respondeu,num artigo, às críticas do blogueiro de Veja Reinaldo Azevedo contra Oscar Niemeyer. Para Reinaldo, que publicou três textos sobre o assunto em seu blog, o brilhante arquiteto brasileiro era “metade gênio e metade idiota”. Em seu último post o colunista menciona que Niemeyer foi a capa da última edição da revista, “com todas as honras”.

De acordo com o filósofo, Reinaldo se assemelha a um escaravelho, popularmente chamado de besouro rola-bosta, “que vive dos excrementos de animais herbívoros, fazendo rolinhos deles com os quais, em sua toca, se alimenta”. Boff diz que “algo semelhante fez o blog de Azevedo na VEJA online: foi buscar excrementos de 60 e 70 anos atrás” para atacar o artista brasileiro.

Como muitos leitores do blogueiro diante dos posts sobre Niemeyer, o filósofo assegura: “Quem diz ser Oscar Niemeyer um idiota apenas revela que ele mesmo é um idiota consumado”. Leia abaixo a íntegra de seu artigo:

Oscar Niemeyer, a Veja online e o Escaravelho

Com a morte de Oscar Niemeyer aos 104 anos de idade ouviram-se vozes do mundo inteiro cheias de admiração, respeito e reverência face a sua obra genial, absolutamente inovadora e inspiradora de novas formas de leveza, simplicidade e elegância na arquitetura. Oscar Niemeyer foi e é uma pessoa que o Brasil e a humanidade podem se orgulhar.

E o fazemos por duas razões principais: a primeira, porque Oscar humildemente nunca considerou a arquitetura a coisa principal da vida; ela pertence ao campo da fantasia, da invenção e do lúdico. Para ele era um jogo das formas, jogado com a seriedade com que as crianças jogam.

A segunda, para Oscar, o principal era a vida. Ela é apenas um sopro, passageira e contraditória. Feliz para alguns mas para as grandes maiorias cruel e sem piedade. Por isso, a vida impõe uma tarefa que ele assumiu com coragem e com sérios riscos pessoais: a da transformação. E para transformar a vida e torná-la menos perversa, dizia, devemos nos dar as mãos, sermos solidários uns para com os outros, criarmos laços de afeto e de amorosidade entre todos. Numa palavra, nós humanos devemos aprender a nos tratar humanamente, sem considerar as classes, a cor da pele e o nível de sua instrução.

Isso foi que alimentou de sentido e de esperança a vida desse gênio brasileiro. Por aí se entende que escolheu o comunismo como a forma e o caminho para dar corpo a este sonho, pois, o comunismo, em seu ideário generoso, sempre se propôs a transformação social a partir das vítimas e dos mais invisíveis. Oscar Niemeyer foi um fiel militante comunista.

Leonardo Boff

Mas seu comunismo era singular: no meu modo de ver, próximo dos cristãos originários pois era um comunismo ético, humanitário, solidário, doce, jocoso, alegre e leve. Foi fiel a esse sonho a vida inteira, para além de todos os avatares passados pelas várias formas de socialismo e de marxismo.

Na medida em que pudemos observar, a grande maioria da opinião pública mundial, foi unânime na celebração de sua arte e do significado humanista de sua vida. Curiosamente a revista VEJA de domingo, dedica-lhe 10 belas páginas. Outra coisa, porém, é a revista VEJA online de 7 de dezembro com um artigo do blog do jornalista Reinado Azevedo que a revista abriga.Ele foi a voz destoante e de reles mau gosto. Até agora a VEJA não se distanciou daquele conteúdo, totalmente, contraditório àquele da edição impressa de domingo. Entende-se porque a ideologia de um é a ideologia do outro. Pouco importa que o jornalista Azevedo, de forma confusa, face às críticas vindas de todos os lados, procure se explicar. Ora se identifica com a revista, ora se distancia, mas finalmente seu blog é por ela publicado.

Notoriamente, VEJA se compraz em desfazer as figuras que melhor mostram nossa cultura e que mais penetraram na alma do povo brasileiro. Essa revista parece se envergonhar do Brasil, porque gostaria que ele fosse aquilo que não é e não quer ser: um xerox distorcido da cultura norte-americana. Ela dá a impressão de não amar os brasileiros, ao contrário expõe ao ridículo o que eles são e o que criam. Já o titulo da matéria referente a Oscar Niemeyer da autoria de Azevedo, revela seu caráter viciado e malevolente: “Para instruir a canalha ignorante. O gênio e o idiota em imagens”. Seu texto piora mais ainda quando, se esforça, titubeante, em responder às críticas em seu blog do dia 8/12 também na VEJA online com um título que revela seu caráter despectivo e anti-democrático:”Metade gênio e metade idiota- Niemeyer na capa da VEJA com todas as honras! O que o bloco dos Sujos diz agora?” Sujo é ele que quer contaminar os outros com a própria sujeira de uma matéria tendenciosa e injusta.

O que se quer insinuar com os tipos de formulação usados? Que brasileiro não pode ser gênio; os gênios estão lá fora; se for gênio, porque lá fora assim o reconhecem, é apenas em sua terceira parte e, se melhor analisarmos, apenas numa quarta parte. Vamos e venhamos: Quem diz ser Oscar Niemeyer um idiota apenas revela que ele mesmo é um idiota consumado. Seguramente Azevedo está inscrito no número bem definido por Albert Einstein: “conheço dois infinitos: o infinito do universo e o infinito dos idiotas; do primeiro tenho dúvidas, do segundo certeza”. O articulista nos deu a certeza que ele e a revista que o abriga possuem um lugar de honra no altar da idiotice.

O que não tolera em Oscar Niemeyer que, sendo comunista, se mostra solidário, compassivo com os que sofrem, que celebra a vida, exalta a amizade e glorifica o amor. Tais valores não cabem na ideologia capitalista de mercado, defendida por VEJA e seu albergado, que só sabe de concorrência, de “greed is good” (cobiça é coisa boa), de acumulação à custa da exploração ou da especulação, da falta de solidariedade e de justiça em nível internacional.

O Pobre Reinaldo

Mas não nos causa surpresa; a revista assim fez com Paulo Freire, Cândido Portinari, Lula, Dom Helder Câmara, Chico Buarque, Tom Jobim, João Gilberto, frei Betto, João Pedro Stédile, comigo mesmo e com tantos outros. Ela é um monumento à razão cínica. Segue desavergonhadamente a lógica hegeliana do senhor e do servo; internalizou o senhor que está lá no Norte opulento e o serve como servo submisso, condenado a viver na periferia. Por isso tanto a revista quanto o articulista revelam um completo descompromisso com a verdade daqui, da cultura brasileira.

A figura que me ocorre deste articulista e da revista semanal, em versão online, é a do escaravelho, popularmente chamado de rola-bosta. O escaravelho é um besouro que vive dos excrementos de animais herbívoros, fazendo rolinhos deles com os quais, em sua toca, se alimenta. Pois algo semelhante fez o blog de Azevedo na VEJA online: foi buscar excrementos de 60 e 70 anos atrás, deslocou-os de seu contexto (ela é hábil neste método) e lançou-os contra Oscar Niemeyer. Ela o faz com naturalidade e prazer, pois, é o meio no qual vive e se realimenta continuamente. Nada de surpreendente, portanto.

Paro por aqui. Mas quero apenas registrar minha indignação contra esta revista, em versão online, travestida de escaravelho por ter cometido um crime lesa-fama…

Fonte: Brasil 247

.

Barbosão, o Jurisferante


O Quincas pirou de vez: Envolto na sua toga preta, ofuscado pela luz dos holofotes, o ex-Exmo. Sr. vai atabalhoadamente se chocando com os pilares da democracia brasileira; mas no seu mundinho midiático (entretanto particular), quando se olha num espelho já não vê o advogado, juiz, e agora Ministro do STF…e sim um super-herói Marvel.

Com tantos superpoderes imaginários – o títere vingador sobrevoa o país cenográfico que só ele vê, distribuindo justiçamentos sumários, atropelando as instituições e princípios jurídicos consagrados até pela Declaração de Direitos Humanos.

Seus poderes são, definitivamente, sobrenaturais.

Para nosso consolo, o dito popular vaticina: “Quando a esperteza é muita, vira bicho e come o dono”.

Oxalá!

.

Zumbi !!


Dia Nacional da Consciência Negra

 

Esta data foi estabelecida pelo projeto lei número 10.639, no dia 9 de janeiro de 2003. Foi escolhida a data de 20 de novembro, pois foi neste dia, no ano de 1695, que morreu Zumbi, líder do Quilombo dos Palmares.

A homenagem a Zumbi foi mais do que justa, pois este personagem histórico representou a luta do negro contra a escravidão, no período do Brasil Colonial. Ele morreu em combate, defendendo seu povo e sua comunidade. Os quilombos representavam uma resistência ao sistema escravista e também um forma coletiva de manutenção da cultura africana aqui no Brasil. Zumbi lutou até a morte por esta cultura e pela liberdade do seu povo.

Vinte de novembro é o Dia Nacional da Consciência Negra. A data – transformada em Dia Nacional da Consciência Negra pelo Movimento Negro Unificado em 1978 – não foi escolhida ao acaso, e sim como homenagem a Zumbi, líder máximo do Quilombo de Palmares e símbolo da resistência negra, assassinado em 20 de novembro de 1695.

     O Quilombo dos Palmares foi fundado no ano de 1597, por cerca de 40 escravos foragidos de um engenho situado em terras pernambucanas. Em pouco tempo, a organização dos fundadores fez com que o quilombo se tornasse uma verdadeira cidade. Os negros que escapavam da lida e dos ferros não pensavam duas vezes: o destino era o tal quilombo cheio de palmeiras.

     Com a chegada de mais e mais pessoas, inclusive índios e brancos foragidos, formaram-se os mocambos, que funcionavam como vilas. O mocambo do macaco, localizado na Serra da Barriga, era a sede administrativa do povo quilombola. Um negro chamado Ganga Zumba foi o primeiro rei do Quilombo dos Palmares.

     Alguns anos após a sua fundação,o Quilombo dos Palmares foi invadido por uma expedição bandeirante. Muitos habitantes, inclusive crianças, foram degolados. Um recém-nascido foi levado pelos invasores e entregue como presente a Antônio Melo, um padre da vila de Recife.

     O menino, batizado pelo padre com o nome de Francisco, foi criado e educado pelo religioso, que lhe ensinou a ler e escrever, além de lhe dar noções de latim, e o iniciar no estudo da Bíblia. Aos 12 anos o menino era coroinha. Entretanto, a população local não aprovava a atitude do pároco, que criava o negrinho como filho, e não como servo.

     Apesar do carinho que sentia pelo seu pai adotivo, Francisco não se conformava em ser tratado de forma diferente por causa de sua cor. E sofria muito vendo seus irmãos de raça sendo humilhados e mortos nos engenhos e praças públicas. Por isso, quando completou 15 anos, o franzino Francisco fugiu e foi em busca do seu lugar de origem, o Quilombo dos Palmares.

     Após caminhar cerca de 132 quilômetros, o garoto chegou à Serra da Barriga. Como era de costume nos quilombos, recebeu uma família e um novo nome. Agora, Francisco era Zumbi. Com os conhecimentos repassados pelo padre, Zumbi logo superou seus irmãos em inteligência e coragem. Aos 17 anos tornou-se general de armas do quilombo, uma espécie de ministro de guerra nos dias de hoje.

     Com a queda do rei Ganga Zumba, morto após acreditar num pacto de paz com os senhores de engenho, Zumbi assumiu o posto de rei e levou a luta pela liberdade até o final de seus dias. Com o extermínio do Quilombo dos Palmares pela expedição comandada pelo bandeirante Domingos Jorge Velho, em 1694, Zumbi fugiu junto a outros sobreviventes do massacre para a Serra de Dois Irmãos, então terra de Pernambuco.

     Contudo, em 20 de novembro de 1695 Zumbi foi traído por um de seus principais comandantes, Antônio Soares, que trocou sua liberdade pela revelação do esconderijo. Zumbi foi então torturado e capturado. Jorge Velho matou o rei Zumbi e o decapitou, levando sua cabeça até a praça do Carmo, na cidade de Recife, onde ficou exposta por anos seguidos até sua completa decomposição.

     “Deus da Guerra”, “Fantasma Imortal” ou “Morto Vivo”. Seja qual for a tradução correta do nome Zumbi, o seu significado para a história do Brasil e para o movimento negro é praticamente unânime: Zumbi dos Palmares é o maior ícone da resistência negra ao escravismo e de sua luta por liberdade. Os anos foram passando, mas o sonho de Zumbi permanece e sua história é contada com orgulho pelos habitantes da região onde o negro-rei pregou a liberdade.

Fontes: Dpnet.com.br

.

Bancários: Greve Nacional inicia mais forte que a de 2011


18/09/2012

Bancários fecham 5.132 agências em todo o país no primeiro dia da greve

Crédito: Thales Stadler – Seeb São Paulo
Thales Stadler - Seeb São Paulo Agência paralisada na Avenida Paulista, no coração financeiro de São Paulo

Os bancários fecharam pelo menos 5.132 agências e centros administrativos de bancos públicos e privados em 26 estados e no Distrito Federal nesta terça-feira 18, primeiro dia da greve nacional da categoria por tempo indeterminado por 5% de aumento real, valorização do piso salarial, PLR maior, mais empregos e fim da rotatividade, melhores condições de saúde e trabalho, mais segurança nas agências e igualdade de oportunidades.

O balanço, feito pela Contraf-CUT com base nos dados enviados até as 17h30 pelos 137 sindicatos que integram o Comando Nacional dos Bancários, mostra que a paralisação começou mais forte que a do ano passado, quando 4.191 agências foram paralisadas no primeiro dia.

PARÁ/AMAPÁ

Primeiro dia de greve geral paralisa agências em todo o Pará

Ter, 18 de Setembro de 2012 17:33 Geral

 

Greve começou forte no ParáNo Pará, a greve nacional dos bancários e bancárias começou com força total. Mais de 50% da categoria resolveu cruzar os braços por tempo indeterminado contra a intransigência dos banqueiros que apresentaram uma proposta rebaixada aos trabalhadores.

Rosalina Amorim - Nossa greve começou forte porque a categoria não aceita as migalhas que a Fenaban quer nos dar“Estamos pedindo 10,25% de reajuste e a Fenaban vem com apenas 6%, sendo que os bancos têm condições de atender a reivindicação da categoria. Se hoje começamos uma greve por tempo indeterminado a culpa é dos banqueiros, sempre estivemos dispostos a negociar de verdade, porém aceitar migalhas, enquanto os executivos ganham milhões, isso não vamos admitir”, destaca a presidenta do Sindicato dos Bancários, Rosalina Amorim.

Banpará matriz 15º dia de greveNo principal corredor financeiro de Belém, a Av. Presidente Vargas, apenas uma agência abriu de forma precária. “O Banco da Amazônia Reduto na grevepresidente do Banpará trouxe um bancário que trabalha no interior do Pará para trabalhar na capital com pagamentos de diárias. Isso é um absurdo, é querer furar a greve na marra, enquanto que a medida mais sensata e prudente da direção deste banco seria a de apresentar uma proposta decente para o seu funcionalismo”, denuncia a diretora de saúde do Sindicato e funcionária do Banpará, Érica Fabíola.

Segundo a Lei de Greve 7.783/89: “É vedado às empresas adotar meios para constranger o empregado ao comparecimento ao trabalho”. Uma das estratégias usada pelos banqueiros para enfraquecer o movimento é o contingenciamento, por meio do qual obrigam os trabalhadores a furar a greve.

Caixa São Braz na greveA greve é um direito do trabalhador, garantida pelo Estado, porque é a única forma de o trabalhador exercer pressãFuncionários do Banco do Brasil em Belém na greveo por seus direitos diante de uma negociação fracassada com o empregador. “Por isso é importante que o bancário ou bancária que sofrer qualquer tipo de retaliação durante ou após a greve, comunique imediatamente a nossa assessoria jurídica para que possamos tomar as medidas cabíveis. Greve é direito garantido na Constituição, e durante esse período o contrato de trabalho fica suspenso, ou seja, ninguém é obrigado a trabalhar”, explica o diretor jurídico do Sindicato e funcionário do Itaú, Sandro Mattos.

Bradesco Doca na greveUm giro pelas principais agências de Belém confirmou a disposição dos trabalhadores de bancos públicos e privados em lutar por melhores salários e condições de trabalho. Itaú, Caixa, Banco do Brasil, Santander, Banco da Amazônia e Banpará foram alguns dos bancos percorridos durante a manhã desta terça-feira (18).

Greve forte também no interior Sindicato garantindo a greve no Itaú

Nas regiões Sul, Sudeste e Oeste, a categoria também dá exemplo de luta e mobilização. Cerca de 90% das agências bancárias amanheceram de portas fechadas. Flagrantes feitos pelos próprios bancários comprovam o descaso dos bancos com a segurança de funcionários, clientes e usuários.

Caixa Marabá na greve“Aqui em nosso Estado a insegurança bancária é gritante, prova de que os bancos, sejam públicos ou privados, não priorizam investimentos nessa área, nem mesmo em regiões onde é registrada a maioria de assaltos a bancos como é o caso do Sul e Sudeste paraense. Na semana passada, o Banco do Brasil em Santana do Araguaia foi assaltado. Exigimos mais segurança dentro das agências bancárias, não queremos que nós e nenhum outro bancário sejamos os próximos alvos dos criminosos”, afirma a diretora do Sindicato, Heidiany Moreno.

Repercussão na imprensa Início da greve da categoria repercutiu na imprensa

A greve da categoria também ganhou destaque nos veículos de comunicação da capital paraense. Nas primeiras horas do dia, a presidenta do Sindicato, Rosalina Amorim concedeu entrevista ao vivo para dois jornais televisivos de grande audiência em Belém, onde explicou para a população os principais motivos da greve e como o cliente e usuário podem utilizar os serviços bancários através da internet, caixas eletrônicos e outros canais alternativos.

Fontes:

Contraf – CUT

Sindicato dos Bancários do Pará e Amapá

.

Fenaban não negocia e Bancários entram em greve hoje


 

17/09/2012

Fenaban não negocia e bancários entram em greve nacional hoje

Como a Fenaban ignorou o prazo oferecido pelo Comando Nacional dos Bancários, coordenado pela Contraf-CUT, para apresentar uma proposta decente às reivindicações da categoria até as assembleias desta segunda-feira 17, os bancários de todo o país entram em greve por tempo indeterminado a partir desta terça-feira 18 por 5% de aumento real, valorização do piso salarial, PLR maior, mais empregos e fim da rotatividade, melhores condições de saúde e trabalho, mais segurança nas agências e igualdade de oportunidades.

A paralisação foi aprovada nas assembleias realizadas na última quarta-feira 12 pelos mais de 130 sindicatos representados pelo Comando Nacional.

“Foram os banqueiros que empurraram a categoria para a greve. Apesar dos lucros recordes, mesmo maquiando os balanços com o superdimensionamento das provisões para devedores duvidosos, e de premiarem os altos executivos com aumentos reais de 9,7% sobre sua remuneração já milionária, que dará a muitos um ganho anual de R$ 8,4 milhões, os bancos se recusam a atender as reivindicações. Os bancários responderão a essa intransigência com uma greve forte como nos anos anteriores”, afirma Carlos Cordeiro, presidente da Contraf-CUT e coordenador do Comando Nacional.

“Além de baixar a PLR dos bancários, com a maquiagem dos balanços os bancos reduzem contabilmente o lucro para justificar as tarifas escorchantes e as altas taxas de juros, as maiores do mundo, mesmo com a queda da Selic – além do fechamento de quase dez mil postos de trabalho no último ano”, critica o presidente da Contraf-CUT.

A Fenaban apresentou no dia 28 de agosto a proposta de 6% de reajuste, contendo apenas 0,58% acima da inflação, mesmo sabendo que a grande maioria dos outros setores da economia, menos lucrativos que o financeiro, fizeram acordos com aumentos reais bem acima desse índice. O Comando Nacional considerou a proposta insuficiente e esperava uma nova oferta na rodada de negociação realizada dia 4 de setembro, mas os bancos mantiveram-se intransigentes.

Apesar da carta enviada pela Contraf-CUT à Fenaban no dia 5 de setembro, para informar o calendário de mobilização e reafirmar que os trabalhadores apostavam em uma solução positiva na mesa de negociação, até agora os bancos nada responderam nem marcaram nova rodada de negociação.

As principais reivindicações dos bancários

● Reajuste salarial de 10,25% (aumento real de 5%).
● Piso salarial de R$ 2.416,38.
● PLR de três salários mais R$ 4.961,25 fixos.
● Plano de Cargos e Salários para todos os bancários.
● Elevação para R$ 622 os valores do auxílio-refeição, da cesta-alimentação, do auxílio-creche/babá e da 13ª cesta-alimentação, além da criação do 13º auxílio-refeição.
● Mais contratações, proteção contra demissões imotivadas e fim da rotatividade.
● Fim das metas abusivas e combate ao assédio moral
● Mais segurança
● Igualdade de oportunidades.

Fonte: Contraf-CUT

.

Bancários: Assembléias de hoje vão organizar greve em todo país


Sem proposta decente da Fenaban, bancários deflagram greve na terça

 
Os bancários fazem assembleias em todo o país nesta segunda-feira 17 para organizar a greve nacional por tempo indeterminado a partir da terça-feira 18, se até lá a Fenaban não apresentar uma proposta que contemple as reivindicações da categoria sobre remuneração, emprego, saúde e condições de trabalho, segurança e igualdade de oportunidades.

Seguindo orientação do Comando Nacional, coordenado pela Contraf-CUT, os bancários rejeitaram a proposta dos banqueiros de 6% de reajuste (apenas 0,58% de aumento real) nas assembleias realizadas na quarta-feira 12 e deflagraram a greve a partir de terça.

Sem avanço importante, só resta aos bancários do BB irem à greve

Crédito: Jailton Garcia
Jailton Garcia Assessorado pela Comissão de Empresa, Comando Nacional reúne-se com o BB

Os funcionários do Banco do Brasil terão de fazer uma forte greve ao lado da categoria para conquistar avanços tanto na mesa geral de negociação com a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) como em relação às principais cláusulas da pauta de reivindicações específicas com a instituição financeira federal.

Na rodada de negociação específica realizada na tarde desta sexta-feira 14, em São Paulo, o BB manteve a postura intransigente e não apresentou proposta para o Plano de Carreira e Remuneração (PCR), para a jornada de seis horas dos comissionados nem para o Plano de Comissões (PC). E ainda afirmaram que não irão assinar o instrumento de combate ao assédio moral assegurado na Convenção Coletiva dos Bancários assinada com a Fenaban.

“Quanto ao banco dizer que não vai assinar a cláusula de combate ao assédio moral da Fenaban e vai seguir sendo o único banco fora deste acordo, também avisamos que as entidades sindicais não renovarão a cláusula dos comitês de ética, até mesmo porque eles nunca funcionaram”, afirma William Mendes, diretor de Formação da Contraf-CUT e coordenador da Comissão de Empresa dos Funcionários do BB.

Fonte: Contraf – CUT

.

Bancários: Negociações com o BB prosseguem nesta sexta, 14


O Comando Nacional dos Bancários retoma as negociações com o Banco do Brasil nesta sexta-feira (14), às 14h, em São Paulo. As novas rodadas acontecem após o envio de carta ao BB pela Contraf-CUT na última quinta-feira (6), a exemplo das correspondências encaminhadas para a Fenaban e aos quatro maiores bancos privados (Itaú, Bradesco, Santander e HSBC) com o mesmo teor.

O envio das cartas foi uma das decisões do Comando Nacional, logo depois da rodada de negociação de terça-feira (4) com a Fenaban, que frustrou os bancários diante da manutenção da proposta insuficiente de reajuste de 6%, o que representa apenas 0,58% de aumento acima da inflação pelo INPC do período. Os trabalhadores reivindicam reajuste de 10,25%, valorização do piso salarial e melhoria da PLR, dentre outras demandas.

Reivindicações específicas dos funcionários do BB

Os funcionários do BB reivindicam o cumprimento da jornada de 6 horas para todos, sem redução de salário; melhorias no Plano de Carreira e Remuneração (piso maior, interstício maior, tempo menor para adquirir mérito); negociação do Plano de Comissões (pagamento das substituições, seleção interna para promoção em todos os cargos, fim dos descomissionamentos); licença prêmio e férias de 35 dias para todos; PLR aditiva ao modelo da Fenaban, sem vinculação com o Sinergia; fim das PSO e volta dos caixas e gerentes de serviços para as agências; carreira de mérito para todos; melhorias nas CABB; Cassi e Previ para todos, sem redução de direitos; fim das travas para concorrência e remoção automática para o preenchimento de todas as vagas de escriturário; fim do voto de Minerva na Previ; assinatura do protocolo da Fenaban de Prevenção de Conflitos no Ambiente de Trabalho e revisão dos Comitês de Ética; melhorias no plano odontológico; não perder a função após afastamentos de saúde; ter ao menos um delegado sindical por local de trabalho; mais contratações e fim das terceirizações.

Fonte: Contraf-CUT

.

Bancários decidem deflagrar GREVE no próximo dia 18


PARÁ/AMAPÁ

A GREVE geral da categoria bancária no Pará começará na próxima terça-feira, 18 de setembro. Essa foi a decisão unânime da assembleia da categoria realizada na noite desta quarta-feira (12), no auditório do Complexo Cultural do Sindicato. Os trabalhadores e trabalhadoras rejeitaram a proposta da Fenaban de índice de reajuste de 6% e irão cruzar os braços e parar as agências de bancos públicos e privados em todo Estado para, junto com a categoria Brasil a fora, derrotar a ganância dos banqueiros.

“Não aceitamos que os bancos, que são as empresas que mais lucram no país às custas da exploração da mão-de-obra bancária e da cobrança de taxas e tarifas exorbitantes dos clientes e usuários dos bancos, ofereça para a categoria um reajuste de 6%, o que representa uma ganho real de apenas 0,58%. Exigimos respeito e valorização, queremos salários dignos e condições de trabalho decentes. E com a força da nossa greve nacional seremos vitoriosos”, destaca a presidenta do Sindicato dos Bancários do Pará, Rosalina Amorim.

QUADRO NACIONAL

Bancários rejeitam proposta da Fenaban e aprovam greve a partir do dia 18

 

Os bancários de São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Curitiba, Porto Alegre, Campo Grande, Alagoas, Piauí, Pará e Campinas, dentre outros, reunidos em assembleias realizadas pelos sindicatos na noite desta quarta-feira (12), rejeitaram a proposta da Fenaban e aprovaram a deflagração de greve nacional a partir da próxima terça-feira (18) por tempo indeterminado. Novas assembleias serão realizadas na segunda-feira (17) para organizar o movimento.

A decisão segue orientação do Comando Nacional dos Bancários, coordenado pela Contraf-CUT, que considerou insuficiente a proposta dos bancos de reajuste de apenas 6% sobre todas as verbas salariais -, o que representa um aumento real de apenas 0,58%, menor que o índice da quase totalidade dos acordos feitos por outras categorias no primeiro semestre deste ano, que obtiveram ganhos superiores a 5% acima da inflação.

“Os seis maiores bancos, que empregam mais de 90% da categoria, lucraram R$ 25,2 bilhões no primeiro semestre deste ano, mas fizeram uma proposta que não valoriza os salários dos trabalhadores, enquanto pagam milhões de reais por ano para os altos executivos”, critica Carlos Cordeiro, presidente da Contraf-CUT.

Os bancos ainda lançaram R$ 39,15 bilhões em provisões para devedores duvidosos (PDD) no primeiro semestre, 64,3% a mais que o lucro líquido. “É um truque contábil para uma inadimplência que cresceu apenas 0,7 pontos percentuais no mesmo período e que acaba reduzindo a participação dos trabalhadores nos lucros”, aponta Cordeiro. “Por isso, os bancários reivindicam uma nova regra de PLR, equivalente a três salários mais R$ 4.961 fixos”, ressalta Cordeiro.

“Além disso, os bancos nada apresentaram para gerar empregos e acabar com a rotatividade, que reduz a massa salarial da categoria, muito menos para melhorar as condições de trabalho, como o fim das metas abusivas para a venda de produtos”, salienta.

Na última quarta-feira (5), o Comando Nacional enviou carta à Fenaban informando sobre o calendário de mobilização e reafirmando a importância de se buscar um acordo negociado. Mas até agora, passados sete dias, os bancos não deram nenhuma resposta.

“Com a deflagração da greve a partir do dia 18, os bancários de todo o país estão respondendo ao desrespeito com que os bancos vêm tratando a categoria nas mesas de negociação. Continuamos abertos ao diálogo e qualquer nova proposta será apreciada nas assembleias do dia 17, mas estamos unidos e preparados para fazer uma grande mobilização nacional, a fim de arrancar novas conquistas econômicas e sociais”, conclui o presidente da Contraf-CUT.

As principais reivindicações dos bancários

● Reajuste salarial de 10,25% (aumento real de 5%).
● Piso salarial de R$ 2.416,38.
● PLR de três salários mais R$ 4.961,25 fixos.
● Plano de Cargos e Salários para todos os bancários.
● Elevação para R$ 622 os valores do auxílio-refeição, da cesta-alimentação, do auxílio-creche/babá e da 13ª cesta-alimentação, além da criação do 13º auxílio-refeição.
● Mais contratações, proteção contra demissões imotivadas e fim da rotatividade.
● Fim das metas abusivas e combate ao assédio moral
● Mais segurança
● Igualdade de oportunidades.

Fontes:

Contraf/CUT

Sindicato dos Bancários do Pará e Amapá

.